A felicidade é inútil? Quem mexeu no meu queijo?

O final do ano já está batendo à porta, natal, novo ano, recomeço. Com certeza é a época mais desejada por todos - afinal, é a hora de renovar os votos - e inversamente a mais esquecida.

Não sou a melhor pessoa a dar conselhos de carreira, desenvolvimento pessoal etc. Definitivamente não é a minha área, embora eu seja uma pessoa que busca manter o equilíbrio entre mente, corpo e espirito e com enorme interesse sobre o assunto.

Neste post quero compartilhar dois vídeos que assisti neste final de semana e que tem tudo a ver com o momento.

Quem mexeu no meu queijo

O primeiro me lembra um vídeo sobre carreira que ví na faculdade chamado Quem mexeu no meu queijo - não me lembro o autor - e que anos mais tarde li o livro, também de mesmo título, escrito por Spencer Johnson que emerge nosso nível mais profundo de reflexão sobre como levamos nossas vidas.

O vídeo muito bem produzido por Steve Cutts contextualiza os dias atuais da busca pelo reconhecimento, riqueza, status e a desejada FELICIDADE.

Rat Race - A short film story


A felicidade é inútil

Este segundo vídeo é uma mensagem mais direta - jeb direto no queixo mesmo - ao jeitão de Clovis de Barros Filho que não tem papas na língua.
Neste vídeo ele defende - e compartilho de seu mesmo ponto de vista - que a felicidade, da forma na qual estamos condicionados e muitas vezes impostos é inútil. É isso mesmo, A Felicidade é inútil.
Assista ao vídeo e tente entender este ponto de vista muito bem contextualizado por Clóvis.


TEDx São Paulo - Clóvis de Barros Filho

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gestão de Serviços de TI com Open Source - OTRS

O azul de São Miguel dos Milagres